O que eu levei na mala da praia

A viagem que fiz para a praia no final de semana passado rendeu post para a semana inteira. Hoje, vou contar como arrumei minha mala, já que não sabia se ia fazer frio ou calor. Aliás, esse é o maior problema de viajar para o litoral fora de temporada: fica complicado saber o que vestir. A parte boa é que não tem aquele monte de gente que sempre aparece no alto verão. Então, resolvi separar a mala por looks prontos porque achei que ficaria mais fácil na hora de me arrumar. Afinal, não queria perder muito tempo e nem deixar todo mundo me esperando na hora de sair.

Sempre que viajo, levo coisas de mais e me arrependo porque acabo não usando quase nada. Dessa vez, como fomos passar só dois dias, decidi exercitar a minha capacidade e fazer uma mala pequena. Eu fui com aquela roupa que já postei por aqui, então achei que não precisava levar mais nenhuma calça. Também queria produções arrumadinhas e meio multiuso: para usar tanto se fizesse frio ou calor. Vale lembrar que estávamos na praia, né? Então, por mais frio que fizesse, não ia gear…

*Monocromática: top com aplicação de renda (Mirôa), cardigã (Zara), saia mullet plissada (Renner) e sapatilha bicolor #amo (Dijean).

Usei essa roupa no domingo, depois que voltamos da praia. Primeiro, fiquei só com o top, a saia e a sapatilha (mesmo sendo praia, achei melhor levar sapatos mais fechadinhos (nada de rasteirinhas) porque morro de frio nos pés) e saí para jantar assim. Depois, quando anoiteceu e estávamos nos preparando para voltar para São Paulo, esfriou um pouco e eu coloquei o cardigã.

*Mix de estampas: top de poás, jaqueta jeans, saia longa preta (Marisa) e sleeper de onça (Cravo e Canela).

Essa combinação eu acabei nem usando porque fiquei o sábado com a roupa que fiz a viagem e o domingo com essa de cima. Mas, achei que podia levá-la para ter opção: se fizesse sol com aquele ventinho na sombra, ela seria perfeita. E depois era só colocar a jaquetinha por cima para voltar para São Paulo à noite.

*Laranja mecânica: biquíni (Mirôa) e chinelos (Havainas). Esqueci de fotografar a saída de praia, era uma branquinha com leve transparência.

Adoro esse biquíni porque valoriza bem o colo, e quem não tem o seio muito grande pode tirar a alcinha e usar como tomara-que-caia. Também gosto muito dessa parte de baixo por não ser muito fininha, fica ótimo em quem tem o quadril mais largo assim como eu. E o chinelo é caso de amor, foi presente do namorado.

De maquiagens, procurei levar só o essencial. Mas, ainda assim, exagerei:

Trio de sombras de cores neutras (Abelha Rainha), corretivo (Abelha Rainha), pó facial que eu uso como blush (Gioconda), sombra individual preta #praquê? (Abelha Rainha), rímel preto (Colossal, da Maybeline), rímel incolor (Abelha Rainha), curvex, batom vermelho (Abelha Rainha) e batons pink e rosa (Avon, os dois).

Muita coisa, né? No final das contas, acabei usando só o rímel preto e o incolor, blush, curvex e o batom vermelho, que passei dando batidinhas com os dedos para não ficar muito forte. O resto ficou encalhado na necessaire.

Claro que levei mais coisas, como a necessaire de banho, por exemplo, que é sempre muito útil na praia, mas que eu esqueci de fotografar. Tinha shampoo, condicionador, creme para pentear, óleo de argan, escova de cabelo, hidratante para o corpo, para as mãos e para as unhas, desodorante e produtos de higiene pessoal.

Comprinhas randômicas

Acho que já comentei por aqui que não existe nada que me deixe mais contente do que fazer compras. Juro. Se estou para baixo, comprar é sempre a melhor saída para melhorar o meu astral. Mas, é claro que, apesar de gostar de comprar, não curto gastar muito. Por isso, sempre procuro fazer compras inteligentes e a um preço justoou pelo menos razoável.

Também já comentei que adoro camisas, não é? E me apaixonei completamente por essa (Mirôa, R$ 49)! Se estivesse um pouco mais baratinha, tinha trazido uma de cada cor. Veste muito bem!

Olha a estampa mais de pertinho que linda:

Ah, também achei um sleeper para chamar de meu. Estava louca por um dourado de glitter, mas quando vi esse (Cravo e Canela, R$ 129) eu enlouqueci. Achei o preço meio salgadinho para um sapato baixo, mas como estava in love, comprei. E não me arrependo: já usei horrores!

Na Mirôa eu também comprei esse vestido (R$ 70) com estampa étnica. Também veste que é uma maravilha e, apesar de estampado, não fica muito chamativo. Adorei!

Olha que bonito:

Aguardem post com os sapatos lindos que arrematei na liquidação da Zara… Superdica!