Sobre barrigas negativas e thigh gaps

Sim, eu também quero sem magra. Também quero ter um corpo bacana e me achar incrível em qualquer roupa. Não quero mais me preocupar se o meu braço parece um filhote de hipopótamo em cada foto que tirar e odeio me preocupar com isso toda vez que rola um flash.

Mas, peraí. Daí para desejar uma barriga negativa e um thigh gap tem chão.

barriga negativa da modelo Candice Swanepoel

“Barriga negativa” da modelo Candice Swanepoel

Não bastasse a moda nos dizer que devemos todos nos vestir do mesmo jeito, nos comportar do mesmo jeito e usar somente o que for tendência, o universo de beleza agora vem pregar que você só é linda se tiver a tal barriga negativa, o espaço entre as coxas, a virilha sarada (???). Gente, qual é?

Não adianta mais só ser magra e saudável. Você tem que ostentar um corpo elevado á máxima potência – essa é a nova tendência. Se antes tudo que a gente devejava era sentar sem fazer dobrinhas, malhar o suficiente para poder comer o que tiver vontade e entrar em uma calça jeans tamanho 38, hoje, o negócio é bem diferente.

thigh gap

Thigh gap (esse espaço entre as coxas) virou uma febre entre as adolescentes americanas

Você não é cool se não toma um copo de suco verde em jejum todo santo dia. E não é aquele suquinho verde gostoso que você toma em um dia de calor para se refrescar, não. É um copo de salada batido no liquidificador. Todo dia. Em jejum.

Você também não é cool se não faz a louca da academia, que toma Whey Protein com farinha, se alimenta sempre pensando em maximizar o benefício da ingestão de calorias e veste P. Às vezes PP.

Só é legal quem posta foto de barriga sarada no Instagram. Ou de pernas separadas. Enquanto isso, o resto de nós vai tentando se conformar em não ser tão legal assim… Em mostrar uma gordurinha aqui e ali de vez em quando. Em ter as pernas juntas. Em não malhar a virilha (sério, gente, essa da virilha me deixou passada!).

Para mim, o importante mesmo não é ter esse corpo ostentação. E olha que tô longe de estar feliz com o meu peso, vocês sabem. Mas, acho que já é suficiente emagrecer numa boa, só para me sentir bem com o meu guarda-roupa e com o espelho. Mas, claro que para a #geraçãoqualquercoisa isso não passa de preguiça da minha parte porque não tenho força de vontade para acompanhar o ritmo. O famoso recalque.

Ah, tenha dó…

Leia também:

Anúncios

Um comentário sobre “Sobre barrigas negativas e thigh gaps

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s