O tríplice desejo cosmopolita

Carrie Bradshaw uma vez disse que, em Nova Iorque, você está sempre procurando por um emprego, um namorado ou um apartamento. Pensando sobre isso, percebi que a sentença se aplica muito bem à cidade de São Paulo também. Aos 24 anos, não conheço uma só pessoa que não esteja procurando por uma dessas três coisas – algumas procuram até mesmo por todas elas.

carrie quote

Embora não admitisse, passei praticamente toda a adolescência procurando por um namorado. Um cara bacana de verdade, com quem eu quisesse mesmo ficar. Aos 18 anos finalmente encontrei um, e ele não poderia ser melhor pra mim. Cinco anos depois, nós começamos a procurar um apartamento para morarmos juntos.

Encontramos o lugar ideal bem recentemente. Perto de tudo e dentro das nossas possibilidades financeiras. Nos mudamos um pouco antes do Natal e, até agora, tudo vai muito bem, obrigada! Encontrar essas oportunidades e poder realizar esses desejos não foi fácil. Muita coisa que não podemos controlar acontece pelo caminho.

Acho que posso me considerar uma garota de sorte. Tenho duas das três coisas mais procuradas por pessoas acima dos vinte anos: um namorado que me ama e um apartamento confortável. Atualmente estou procurando por um emprego. O item mais difícil de conseguir, se querem saber a minha opinião.

Infelizmente não sou o tipo de pessoa que se satisfaz somente com o salário que recebe. Quero um trabalho que me realize de diversas outras formas, que signifique algo para mim. E, por incrível que pareça, por melhor que eu seja no que quero fazer (e eu sei que sou!) , muitas vezes isso não basta.

De alguma maneira, me encontro em um limbo onde somente capacidade e paixão não são suficientes. Embora conheça pessoas que diriam exatamente o contrário: que tenho vontade demais, paixão demais. Não é que elas não sejam suficientes, elas são sufocantes. Talvez elas tenham razão.

Então, agora me encontro com a seguinte questão: como paramos de desejar algo? Como se faz para simplesmente esquecer o que queremos e nos conformarmos com o que eventualmente podemos conseguir? Existe um limite para que você não perca sua dignidade após um número determinando de tentativas frustradas de se chegar aonde quer?

Com certeza eu não sei nenhuma dessas respostas. Mas, gostaria muito de saber. Se eu não puder mais desejar com o emprego que sempre sonhei, então eu vou desejar o quê? Viver uma vida tranquila no meu apartamento confortável, mas sem paixão? Me limitar a ser apaixonada somente pelo meu namorado? Acho que não.

Eu quero uma paixão que me faça acordar todos os dias desejando ir ao trabalho.  Eu quero reconhecimento. Quero exercer minha criatividade. Quero ter assunto, ser interessante. Quero fazer diferente, ser o novo. Conviver com pessoas inspiradoras e humildes sobre suas melhores características. Estou sendo ingênua ou exigente demais?

Leia também:

Anúncios

2 comentários sobre “O tríplice desejo cosmopolita

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s