O dia em que eu decidi ser menos ansiosa

ansiedade

Gente ansiosa tem outro defeito além da ansiedade: teimosia. Posso falar disso com conhecimento de causa porque sou a principal prova da minha tese.

Sou do tipo que gosta de ver para crer. E tenho pressa de viver.

Quem convive comigo vive me dizendo o quanto essa ansiedade é prejudicial. E o pior é que essa condição atrapalha não só a mim, mas também meus amigos, familiares e (principalmente!) meu namorado.

Mesmo assim, eu sempre lidei com a ansiedade de uma forma totalmente emocional e nunca procurei de verdade ter algum controle sobre ela. Quando alguém (oi, Vida!) me criticava por isso, me sentia incompreendida e ficava pra baixo.

Até ontem.

Troquei e-mails com uma certa jornalista que muito me inspira e que me fez o favor de escrever as sábias palavras que eu tanto escuto, mas que nunca tinha lido:

“Acho que sua ansiedade muitas vezes te atrapalha – e pode assustar as pessoas”.

Não sei se foi a percepção de que essa profissional que eu tanto admiro sentiu a necessidade de me dar esse toque ou se foi o fato de ter lido essas palavras em um contexto extremamente delicado para mim… Mas foi o que bastou para me fazer querer repensar a minha postura.

Nessa frase está implicita a afirmação de que eu posso ter estragado uma relação que tinha tudo para ser duradoura e produtiva por causa da minha pressa em “ver as coisas acontecerem”…

Sendo assim, decidi que quero deixar o barco correr um pouco mais solto. Sim, eu continuo acreditando que é preciso correr atrás daquilo que a gente quer e acredita para fazer dar certo. Mas, também preciso crer que o que é meu está reservado e que, com o tempo, as coisas virão.

Agradeço à ela e a todas as outras pessoas que, de alguma forma, me ajudaram a perceber que preciso tomar as rédeas da minha ansiedade.

É preciso confiar que tudo aquilo que você se preparou tanto para viver um dia será, de fato, vivido. Não importa quanto tempo demore.

Enquanto isso, vou tentar controlar melhor meus repentes de ansiedade para viver a vida como ela é – e não como eu gostaria que fosse.

Anúncios

2 comentários sobre “O dia em que eu decidi ser menos ansiosa

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s